Novas regras para consulta completa da NF-e e CT-e

Foi publicado no Portal da NF-e que a partir de 07/07/2020, em cumprimento ao Ajuste Sinief nº 16/2018, a consulta completa da NF-e através da chave de acesso estará disponível somente para os participantes da operação comercial descritos no documento eletrônico (emitente, destinatário, transportador e terceiros informados na tag autXML), por meio de certificado digital. 

A consulta da validade, existência e autorização de uma NF-e é obrigatória por parte do destinatário da NF-e, nos termos da cláusula décima, parágrafo primeiro, do Ajuste SINIEF 07/05, com redação dada pelo Ajuste SINIEF 04/06:

“§ 1º O destinatário deverá verificar a validade e autenticidade da NF-e e a existência de Autorização de Uso da NF-e.”

Cabe destacar que o destinatário não necessita imprimir qualquer documento para comprovar que realizou a consulta de validade da NF-e.

Contudo, às NF-es cujos destinatários tenham inscrição estadual, os mesmos somente terão acesso consulta completa da NF-e por meio de certificado digital a partir de 07/07/2020.

Estas restrições não se aplicarão às NF-es cujos destinatários sejam pessoa física (CPF) sem inscrição estadual e pessoa jurídica (CNPJ) sem inscrição estadual.

Ressaltamos que a Portaria RFB nº 2189, de 06 de junho de 2017 foi alterada pela Portaria RFB 1079/2020, publicada no D.O.U de 29.06.2020 e estabelece no art. 1º, § 3º que a autorização que o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), empresa pública vinculada ao Ministério da Fazenda possui para disponibilizar para terceiros o acesso ao conjunto de dados e informações relativos à Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), fica revogada a partir do dia 1º de setembro de 2020.

Muitas empresas que oferecem no mercado o software emissor da NF-e, se integram ao Serpro de forma paga, para permitir que seus clientes consultem dados completos de NF-e em sua plataforma, podendo baixar e armazenar os xmls das NF-es emitidas e recebidas para fazer a gestão contábil e fiscal.

O serviço de recuperação dos xmls para que as empresas que possuem inscrição estadual possam escriturar os documentos fiscais na EFD, estará disponível pelas empresas de software emissor da NF-e que estão integradas ao Serpro até o dia 31 de agosto de 2020 de acordo com Portaria RFB nº 2189, de 06 de junho de 2017.

Cabe acrescentar que no portal nacional do CT-e informa que a partir de 07/07/2020, em cumprimento ao Ajuste Sinief nº 17/2018, a consulta completa do CT-e neste Portal Nacional estará disponível somente para os participantes da operação comercial descritos no documento eletrônico (remetente, destinatário, expedidor, recebedor, tomador e terceiros informados na tag autXML), por meio de certificado digital.

Se você quer se tornar um profissional especializado na área fiscal, veja os nossos cursos online clicando aqui.

Deixe uma resposta

Navegação